Certificado Cadastur - Ministério do Turismo do Brasil - 26.064298.80.0001-2

Circuito Pólo Cuesta de Cicloturismo

  • 06/07/2017

Circuito de cicloturismo no coração de São Paulo


São 427 km mapeados para serem percorrido em nove dias. Começando em Areiópolis, uma pequena cidade ao lado de São Manuel, a segunda cidade do circuito, a rota segue por: Botucatu, Anhembi, Conchas, Bofete, Pardinho, Itatinga, Parapanema e Campos de Holambra.

Até Bofete o circuito é praticamente circular e esta cidade pode ser um ponto de término para quem vai de carro e quer deixá-lo no meio do caminho, no caso Botucatu. Tomando esta cidade como início o percurso pode ser feito em 5 ou 4 dias, apertando um pouco.

O circuito utiliza estradas rurais e aterro de uma antiga linha de trem. Além da Cuesta, que é o nome dado a formação geológica em forma de degraus, a região conta ainda com o Rio Tiete que passa ao largo e algumas cachoeiras. Toda a região esta sobre o aqüífero Guarani, o maior reservatório de água doce do mundo.

O roteiro foi lançado, mas ainda não há sinalização da rota. Portanto, todo cuidado é pouco. Parece que houve um pouco de pressa nisso.

Essa região tem muitas estradas rurais que podem confundir. Levar a folha com o mapeamento é fundamental, mas parece ser pouco. Não foi feito uma planilha também. Para garantir, é melhor carregar os arquivos no GPS para um pedal tranqüilo.

Segundo o pessoal do Pólo, a sinalização ainda não tem data para ser efetivada, pois depende de avaliação técnica de órgão estadual. Tudo esta sendo feito com dinheiro governamental e, pelo jeito, não há ainda um engajamento das prefeituras do circuito ou de estabelecimentos comerciais das cidades para ajudar na implantação da rota. O que é uma pena, pois são hotéis e restaurantes os beneficiados diretamente por um roteiro de cicloturismo bem no meio do estado com mais praticantes da modalidade.

Quem decidir fazer sem usar os arquivos de GPS , procure encontrar ciclistas de cada cidade para saber melhor das rotas. Principalmente em São Manuel e Botucatu, cidades maiores onde achar a estrada que faz parte da rota pode ser um pouco complicado. Para achar esses ciclistas, basta ser membro do Bikers Brasil e pesquisar em “Bikers” pela cidade. A região tem ciclista aos montes.

Site do Polo Cuesta

 

 

Relato da cicloviagem Por: Daniel Loureiro - https://aventurebox.com

De volta ao cicloturismo, resolvi fazer um roteiro que estava nos planos desde o seu lançamento no final de 2010 pelo Consórcio Turístico Pólo Cuesta...

Apesar de lançado em 2010, o mesmo ainda não conta com sinalização, então é necessário o uso de GPS para seguir o roteiro...

A Cuesta é uma formação de relevo escarpado em um dos lados com um suave declive em outro, constituindo um "degrau" que se eleva sobre o solo até 1.000m de altitude, formando grandes paredões, cujo topo não é pontiagudo como as serras, mas sim uma vasta área plana.

Os amigos Marcelo e Adriana aceitaram o convite e me acompanharam nesta travessia... Fomos para São Manuel na sexta a noite e no sábado de manhã a Gisele nos levou até até a praça em Areiópolis onde teve início o pedal... Logo saímos do asfalto e como o próprio nome da cidade diz, Areiópolis... Era areia que não acabava mais... e depois de algum tempo chegamos em São Manuel de novo...

Na manhã do domingo, partimos pra Botucatu enquanto a Gi voltou pra Ribeirão Preto... Neste dia, tivemos o contato com os paredões da Cuesta... descemos e antes de chegar em Botucatu, enfrentamos a primeira subida da Cuesta... Chegamos na cidade cedo e o hotel ainda não estava liberado... deixamos as bikes lá e fomos almoçar... o tempo estava fechado, e este foi o único dia realmente frio...

Na segunda, já com o tempo aberto, partimos rumo a Anhembi, as margens da Represa de Barra Bonita formada pelo Rio Tietê... Logo na saída de Botucatu, já enfrentamos uma boa descida... Na parte de baixo da Cuesta o pedal rendeu tranquilo até a cidade...  Chegamos em Anhembi a tempo do almoço...  E a tarde fomos dar uma caminhada na beira da represa...

Na terça, amanheceu um pouco frio e nublado, mas logo as nuvens dissiparam e o calor voltou enquanto seguíamos para Conchas... Neste dia pedalamos bastante dentro das plantações de eucalipto da Eucatex e da Duratex... E no meio do trecho pegamos o leito de uma antiga estrada de ferro... terreno relativamente plano, mas não rendia muito devido a quantidade de pedras no solo... Quase chegando na cidade, ainda enfrentamos um singletrack...

Na quarta seguimos sentido Bofete... um dia com belas paisagens...  O final do pedal deste dia foi por asfalto, o que fez render bem...
Na quinta, o dia temido rumo a Pardinho... onde subiríamos a Cuesta em sua parte mais elevada, chegando a 971m de altitude...  Começamos margeando o Rio do Peixe até bem próximo da Cuesta... Passamos bem próximo as 3 Pedras e então chegamos na temida subida da Cuesta... Onde saímos dos 513m e subimos até os 910m... Tudo isso em 7km de estrada...  No alto, pegamos um desvio até o Mirante da 3 Pedras e voltamos ao trajeto sentido Pardinho...  Chegando em Pardinho, também deu tempo de pegar o almoço no hotel e depois de descansar um pouco ainda aproveitamos o final de tarde na pracinha da cidade...

Na manhã de sexta seguimos para Itatinga... Novamente descemos a Cuesta... No final da descida, a primeira baixa da viagem... furou o pneu traseiro do Marcelo... feito o reparo, seguimos até o posto RodoServ Sorriso, onde paramos para calibrar os pneus e também aproveitamos para calibrar os estômagos...  Logo saindo do posto, pegamos um trechinho de asfalto pela Rodovia Castelo Branco... Um trecho de descida, mas que pelo vento contra não podíamos parar de pedalar... Logo pegamos uma saída pra terra de novo... E quando chegou a hora de subir a Cuesta novamente, vimos que o trecho de subida era asfaltado... Aí foi fácil subir... Chegando em Itatinga... um alvoroço só!!! era dia de jogo do Brasil e já estava tudo fechando... Tivemos que comer salgados em um posto ao lado do hotel... A noite conseguimos jantar no restaurante de um Argentino...

Na manhã de sábado, saímos rumo a Paranapanema... Seria o dia mais longo com 67km... Pegamos bastante areia neste dia também, o que deixava o pedal lento... Mas as paisagens compensavam o esforço!!!  Chegamos no último trecho de descida da Cuesta e foi possível avistar a Represa do Jurumirim formada pelo Rio Paranapanema...  Uma descida muito técnica e no final com bastante areia...  Chegamos no asfalto que nos levaríamos até o Rio Paranapanema onde atravessamos de balsa... 

No domingo cedo, partimos para o último trecho... Relativamente curto e sem grandes dificuldades...  Logo chegamos em Campos de Holambra, um distrito de Paranapanema fundado em 1960 por imigrantes Holandeses, o nome Holambra vem das junções: Hol (Holanda), Am (América) e Bra (Brasil), e que era conhecida até 2007 como Holambra II, bairro de Paranapanema, mas que por força de Lei Municipal, a comunidade foi elevada a distrito denominado Campos de Holambra, em homenagem a produção agrícola, que é o destaque da economia do município.

Campos de Holambra é conhecida pela produção de flores e frutas de clima temperado (pêssegos, ameixas, nectarinas e maçãs), além de ser referência como um dos maiores pólos irrigados com pivô central do Estado de São Paulo e de possuir uma das maiores usinas de beneficiamento de algodão da América Latina. Atravessamos o distrito e seguimos rumo ao hotel onde a Gi nos aguardava... Fomos almoçar no Graal Holandês e seguimos viagem de volta a Ribeirão Preto...

Foi uma cicloviagem muito gostosa... Apesar da quantidade de areia que tem pelo caminho, recomendo que façam, vale o esforço...
O que percebi, é que necessita de um pouco mais de atenção do Consórcio Pólo Cuesta... Em todos os hotéis que ficamos, ninguém conhecia esta travessia... Além da falta de sinalização, creio que faltam também folders para serem distribuídos pelas cidades do roteiro...

Diário de Pedal:

1º Dia
Areiópolis -> São Manuel
Distância: 49,3km
Tempo Pedalando: 3:28h
Tempo Parado: 0:30h
Máxima: 52km/h
Média de Pedal: 14km/h
Média Geral: 12km/h
Subida Total: 867m
Descida Total: 725m
Altitude Máxima: 830m
Altitude Mínima: 568m
Baixas: Nenhuma

2º Dia
São Manuel -> Botucatu
Distância: 31,2km
Tempo Pedalando: 3:00h
Tempo Parado: 0:17h
Máxima: 41km/h
Média de Pedal: 12km/h
Média Geral: 10km/h
Subida Total: 618m
Descida Total: 512m
Altitude Máxima: 843m
Altitude Mínima: 486m
Baixas: Nenhuma

3º Dia
Botucatu -> Anhembi
Distância: 43,3km
Tempo Pedalando: 3:34h
Tempo Parado: 0:28h
Máxima: 39km/h
Média de Pedal: 12km/h
Média Geral: 11km/h
Subida Total: 672m
Descida Total: 950m
Altitude Máxima: 855m
Altitude Mínima: 471m
Baixas: Nenhuma

4º Dia
Anhembi -> Conchas
Distância: 51,0km
Tempo Pedalando: 4:24h
Tempo Parado: 1:43h
Máxima: 44km/h
Média de Pedal: 12km/h
Média Geral: 8km/h
Subida Total: 751m
Descida Total: 690m
Altitude Máxima: 581m
Altitude Mínima: 411m
Baixas: Nenhuma

5º Dia
Conchas -> Bofete
Distância: 47,1km
Tempo Pedalando: 3:42h
Tempo Parado: 1:17h
Máxima: 51km/h
Média de Pedal: 13km/h
Média Geral: 9km/h
Subida Total: 798m
Descida Total: 648m
Altitude Máxima: 629m
Altitude Mínima: 440m
Baixas: Nenhuma

6º Dia
Bofete -> Pardinho
Distância: 38,8km
Tempo Pedalando: 3:30h
Tempo Parado: 1:02h
Máxima: 39km/h
Média de Pedal: 11km/h
Média Geral: 9km/h
Subida Total: 883m
Descida Total: 576m
Altitude Máxima: 971m
Altitude Mínima: 493m
Baixas: Nenhuma

7º Dia
Pardinho -> Itatinga
Distância: 49,2km
Tempo Pedalando: 4:00h
Tempo Parado: 1:36h
Máxima: 45km/h
Média de Pedal: 12km/h
Média Geral: 9km/h
Subida Total: 763m
Descida Total: 850m
Altitude Máxima: 949m
Altitude Mínima: 598m
Baixas: 1 Pneu furado (Marcelo)

8º Dia
Itatinga -> Paranapanema
Distância: 67,4km
Tempo Pedalando: 5:02h
Tempo Parado: 0:58h
Máxima: 43km/h
Média de Pedal: 13km/h
Média Geral: 11km/h
Subida Total: 820m
Descida Total: 998m
Altitude Máxima: 891m
Altitude Mínima: 556m
Baixas: Nenhuma

9º Dia
Paranapanema -> Campos de Holambra
Distância: 33,0km
Tempo Pedalando: 2:31h
Tempo Parado: 0:16h
Máxima: 41km/h
Média de Pedal: 13km/h
Média Geral: 12km/h
Subida Total: 438m
Descida Total: 353m
Altitude Máxima: 705m
Altitude Mínima: 569m
Baixas: Nenhuma

Total Geral
Distância: 410km
Tempo Pedalando: 32:57h
Tempo Parado: 8:12h
Subida Total: 6.610m
Descida Total: 6.303m

 

Serviços:

Astral Hotel
Rua Epitácio Pessoa, 332
Centro - São Manuel - SP
Fone (14)3841-2200

Botucatu Hotel
Rua Siqueira Campos, 95
Centro - Botucatu - SP
Fone (14)3354-2999

Divino Hotel
Travessa da Matriz
Centro - Anhembi - SP
Fone (14)3884-1206

Pousada Villa Harmonia
Rua São Paulo, 804
Centro - Conchas - SP
Fone (14)3845-7121

Hotel Toca do Gigante
Rua Barão do Rio Branco, 30
Centro - Bofete - SP
Fone (14)3383-1096

Hotel Avenida
Av. Euzébio da Rocha Camargo, 10
Centro - Pardinho - SP
Fone (14)3886-1160

Pedra Branca Hotel
Rua Dep. Narciso Pieroni, 189
Centro - Itatinga - SP
Fone (14)3848-1493

Hotel Beira Rio
Rua Francisco Alves de Almeida, 545
Centro - Paranapanema - SP
Fone (14)3713-1147

Gringo's Hotel
Travessa da Matriz
Campos de Holambra - Paranapanema - SP
Fone (14)3769-1485

Consórcio Turístico Pólo Cuesta
Terminal Rodoviário de Botucatu - Rua Tiradentes s/nº
Centro - Botucatu - SP  Fone: (14)3813-2143

Mais informações também no site Turismo em São Paulo

Compartilhe

Curta nossa Fan Page

Imagens

ACESSE O SITE

Ainda não possui conta? Clique aqui para se cadastrar!

Esconder

Recuperar senha?

Perdeu a senha? Informe o seu e-mail. Você receberá um link para recuperar a senha.

Mensagem de erro!



Voltar para login

Fechar

Próximo Evento: CICLO AVENTURA - ALPINÓPOLIS-MG - 25/11/2018

Bikers Rio Pardo | CICLO AVENTURA - ALPINÓPOLIS-MG