Certificado Cadastur - Ministério do Turismo do Brasil - 26.064298.80.0001-2

O que acontece com seu corpo ao berber álcool depois de um pedal pesado

  • 30/08/2017

Timing e moderação são importantes se você não quiser atrasar sua recuperação


Não precisa ser um cientista para saber que ciclistas (e outros esportistas que curtem um rolê mais puxado, como maratonistas) curtem uma cervejinha depois de um treino mais longo. Ou duas cervejinhas, ou três… Mas a ciência mostra sim que existe uma relação entre prática de exercícios e consumo de álcool, com a galera mais ativa consumindo mais álcool do que os mais sedentários. Existem muitas teorias que tentam explicar porque isso acontece, como estudos com cobaias que mostram que a atividade física pode causar uma “tolerância cruzada” ao álcool, que faria ser preciso beber mais para ficar alto. Ou pode refletir o efeito de “treine forte e comemore mais forte ainda”, um jeito de pensar que muitas vezes é comum entre atletas. Não importa muito. O fato é que uma cerveja ou duas depois de um pedal forte ou uma prova provavelmente não é algo que vai detonar sua recuperação nem os ganhos do treino, mas existem boas razões pra maneirar.

Nós procuramos a pesquisadora especializada nas relações entre álcool e atividade física Evelyn Parr, do Centro de Exercício e Nutrição da Universidade católica Australiana, para explicar o que acontece com seu corpo quando você toma uma – ou várias – depois de um pedal forte.

Seu fígado já está detonado demais para dar conta do recado

Por ser o órgão responsável por fazer a faxina de todos os resíduos metabólicos depois de uma suadeira, o fígado continua acelerado bem depois de você ter parado a bike no bar e chamado o garçom. E aí você manda para o fígado uma dose de álcool para metabolizar, enquanto ele ainda está ocupado tentando dar conta de todo o lactato. Uma das tarefas vai miar, e geralmente é sua recuperação, diz Parr. “O consumo de álcool parece atrasar o processo padrão de recuperação pós-exercício do fígado”, diz a pesquisadora. Em vez de quebrar o lactato e transformá-lo em glicose, para recuperar os estoques de glicogênio do corpo, seu fígado está ocupado produzindo enzimas para quebrar o álcool e limpar os resíduos tóxicos dele.

Seus músculos não conseguem se recuperar direito

Treinos pesados e corridas rompem suas fibras musculares. Uma boa recuperação, assim como comida de boa qualidade nutricional, fluidos para reidratar e descanso, ajudam a deixá-los mais fortes. Se você colocar muito álcool nessa equação, há uma interferência no processo. “Quando você consome álcool, especialmente em altas doses, seu corpo não consegue ser eficiente em produzir novas proteínas, que são os tijolos de construção muscular, mesmo se você consumir proteína simultaneamente.”

Você vai estar menos forte no próximo treino

Beber muito depois de um pedal forte vai deixar você menos forte nos pedais seguintes . Pesquisas indicam que o álcool potencializa a perda de força que seus músculos sofrem depois de exercício extenuante. “Isso provavelmente acontece por causa das taxas reduzidas de síntese de proteína muscular, o que também reduz a recuperação”, diz Parr.

Você fica desidratado

Desidratação reduz seu volume de plasma no sangue, o que sobrecarrega seu sistema cardiovascular e dificulta o funcionamento perfeito dos órgãos. Hidratação é fundamental para uma recuperação completa, e o álcool desidrata em vez de ajudar. “Há indícios de que bebidas com alta porcentagem de álcool, como uma cerveja IPA, podem reduzir a reidratação, principalmente por causa do efeito diurético do álcool. Por outro lado, uma bebida com porcentagem de álcool mais baixa, como uma cerveja light, pode não ser tão prejudicial.”

O bom senso voa pela janela

Álcool te leva você fazer boas escolhas, disse ninguém nunca. Se a primeira coisa que você quer no fim do treino é virar o caneco, a segunda coisa que você vai querer provavelmente é um segundo, ou mesmo comida de boteco, em vez de uma refeição ou bebida com nutrientes que ajudem na recuperação (alguém falou batata frita?). “Às vezes nem é o consumo de álcool sozinho que prejudica a recuperação, mas a nutrição toda errada que acaba vindo junto, sem carboidratos de qualidade para recuperar os estoques de glicogênio, sem proteínas para ajudar na síntese de proteína muscular”, diz Parr. Antes de ir para o bar, tome um recovery drink ou um lanche mais saudável. Assim você garante os nutrientes que seu corpo precisa, antes das rodadas de breja com seus amigos.

Por: Bicycling.com.br

Compartilhe

Curta nossa Fan Page

Veja também

Bikers Rio Pardo | Artigo | Ciclismo é a melhor opção para manter a saúde e a produtividade

Ciclismo é a melhor opção para manter a...

Locomover de bicicleta diariamente, para ir ao trabalho ou à escola, reduz em 52% o risco... veja +

Bikers Rio Pardo | Artigo | Caramanholas podem ter mais bactérias que vasilhas de cachorros

Caramanholas podem ter mais bactérias qu...

Estudo realizado em 2016 revela que, em média, cada garrafinha tinha 313.499 mil colônias... veja +

Bikers Rio Pardo | Artigo | Não gosta de malhar? Treino de bike também pode gerar hipertrofia

Não gosta de malhar? Treino de bike tamb...

Estudo liderado pelo professor Paulo Gentil diz que um treino de ciclismo que recrute o má... veja +

Bikers Rio Pardo | Artigo | Pesquisa mostra que mulheres têm medo de andar de bicicleta em SP

Pesquisa mostra que mulheres têm medo de...

Segundo levantamento feito pela associação Ciclocidade, apenas 6% das mulheres andam de bi... veja +

ACESSE O SITE

Ainda não possui conta? Clique aqui para se cadastrar!

Esconder

Recuperar senha?

Perdeu a senha? Informe o seu e-mail. Você receberá um link para recuperar a senha.

Mensagem de erro!



Voltar para login

Fechar

Próximo Evento: 7º Pedal Sport PURA VIDA - Poços de Caldas - 22/10/2017

Bikers Rio Pardo | 7º Pedal Sport PURA VIDA - Poços de Caldas